Na hora certa!

Notícias atualizadas do Brasil, Portugal, Itália, Alemanha, Reino Unido e Irlanda

Intro

  • Golpistas usam perfis falsos nas redes sociais para extorquir dinheiro de vítimas no RS
    on setembro 23, 2019 at 8:48 am

    Criminosos se passam por mulheres para trocar mensagens íntimas e depois, fingem serem policiais para fazer ameaças. Já foram contabilizados 243 casos em todo o país. Estado é o terceiro em número de vítimas no 'Golpe dos Nudes'. Golpe dos nudes: bandidos fazem falsos perfis de mulheres e tentam fisgar vítimas A Polícia Civil investiga o uso de perfis falsos nas redes sociais para aplicar o chamado 'golpe dos nudes'. Com o objetivo de extorquir dinheiro de vítimas, criminosos se passam por mulheres, iniciam conversas, trocam fotos e simulam a troca de mensagens eróticas. A reportagem foi ao ar neste domingo (22), no programa Fantástico. A ONG Safernet, especializada em segurança na internet, já contabilizou 243 casos em todo o país nos primeiros meses deste ano. O Rio Grande do Sul é o terceiro estado em número de vítimas. Os golpistas se passam por delegados e alegam a existência de uma suposta investigação por pedofilia, para praticar a extorsão. O crime conhecido como 'sextorsão' se define como a ameaça de se divulgar imagens íntimas para forçar alguém a fazer algo - ou por vingança, ou humilhação ou para extorsão financeira. Um empresário brasileiro que vive em Roma, na Itália, entrou em contato com a reportagem da RBS TV alegando estar sendo procurado por um delegado gaúcho após ter conhecido uma mulher, pela internet. "No Facebook dela existiam fotos. Belíssima, muito elegante. Pela conversa, me mostrava ser adulta", lembra o empresário. Mesmo que não tenha enviado fotos eróticas, o homem afirma que passou a ser extorquido, primeiro por um suposto tio, depois, por um delegado que seria de Lajeado, no Vale do Taquari. Para se fazer passar pelo policial, o suspeito criou uma conta no WhatsApp usando uma foto retirada da internet do delegado José Romaci Reis. "Eu fiquei surpreso. Porque, na verdade, gente nunca espera que vá acontecer com a gente. Que alguém ia pegar minha foto e usar pra cometer golpes. Eu achei muito estranho, até porque é muita ousadia de um indivíduo querer dar golpe usando fotos e nomes de outras pessoas", conta o delegado. Um caminhoneiros de Osório, no Litoral Norte, passou a receber mensagens, de um suposto delegado de São Leopoldo, após adicionar uma jovem em uma rede social. Ele contou que o falso policial dizia que a mulher, que seria menor de idade, estava se queixando para parentes da relação. "Senti pânico. Na hora a gente chega até a pensar em pagar, até por uma coisa que a gente não fez. Mas, olha, tem que parar, pensar. Porque se começar a pagar, pagar, pagar, quando tu vê...", diz o caminhoneiro. Para dar ainda mais realidade ao golpe, até um boletim de ocorrência forjado foi entregue à vítima. Ele resolveu não pagar os R$ 3 mil pedidos e tomou a iniciativa de procurar o policial. Descobriu, então, ser vítima de uma farsa. "Embora haja um logotipo da Polícia Civil do Rio Grande do Sul fora do padrão, para o leigo que recebe um documento desse é mais um elemento de convicção de que aquilo procede e a pessoa está sendo vítima mesmo, que está sendo procurada pelas autoridades, e sendo vítima de uma extorsão", explica o delegado Eduardo Hartz. Diferente dos casos no Rio Grande do Sul, um funcionário público de Santa Catarina chegou a depositar R$ 5 mil reais em uma conta indicada por golpista que alegava ser um policial gaúcho que investiga esquema de pedofilia. "Eu fiz o primeiro [depósito] de R$2 mil. E ele me deu mais dois dias para arrumar mais R$3 mil", lembra a vítima. Com base nos dados das contas bancárias enviadas pelos golpistas ao funcionário público, a investigação identificou dois presos da Penitenciária Estadual de Charqueadas, onde a Superintendência dos Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul (Susepe) apreendeu três celulares e dinheiro. Celulares, chips e R$ 5.591 são apreendidos na Penitenciária Estadual de Charqueadas Susepe/Divulgação A Delegacia de Repressão aos Crimes informáticos de Porto Alegre, que investiga diversos casos, diz que as vítimas devem procurar as autoridades e nunca realizar os pagamentos. Para a psicóloga e diretora da ONG Safernet, Juliana Cunha, a exposição a este tipo de situação gera constrangimento e até quadros de ansiedade, o que faz com que muitas vítimas cedam às ameaças. "É um tipo de impacto que ninguém quer que a família saiba ou que isso chegue no trabalho. Então claro que todo mundo fica receoso e preocupado com isso", afirma.

  • Primavera de 2019 deve ter menos chuvas do que o normal, diz Inmet
    on setembro 23, 2019 at 8:01 am

    Estação começou nesta segunda-feira, às 4h50, e vai até o dia 22 de dezembro, quando tem início o verão. Primavera vai começar com aspecto de inverno do Paraná Everson Moreira/RPC A primavera começou oficialmente às 4h50 desta segunda-feira (23). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a primavera de 2019 deverá ter menos chuvas do que o normal para esta época do ano, na maior parte do pais. A estação vai até o dia 22 de dezembro, quando começa o verão, à 1h19. Tradicionalmente, a primavera é um período de transição entre a estação mais seca e a mais chuvosa na região central do Brasil. Já na região Norte, no interior do Nordeste e em algumas áreas centrais do país, as temperaturas sobem durante a primavera. Os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina serão uma exceção neste início de primavera, pois deverão receber uma frente fria vindo da Argentina e do Paraguai, trazendo chuva forte para a região e talvez até granizo. Também os estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul serão impactados, mas com menor intensidade. De qualquer forma, partes do Sul e do Sudeste começam a primavera ainda com cara de inverno. Mas, na maior parte do país, o inverno se despede já com cara de primavera. Previsão do tempo na sua cidade Globo Repórter sobre a florida primavera da Holanda Já em Goiás, parte do Mato Grosso e em Minas Gerais, as chuvas durante a primavera deste ano deverão ser irregulares e um pouco abaixo da média climatológica para a estação. Globo Repórter - Holanda - Primavera, 20/09/2019 Temperaturas acima da média O prognóstico do Inmet é de que a primavera comece com temperaturas acima da média climatológica. Os termômetros deverão registrar temperaturas de 1°C a 1,5°C acima da média – isso significa ter dias com temperaturas bem altas, e outros com temperaturas mais baixas ou dentro da média, o que na variação entre os três meses chega à elevação prevista, afirma o chefe da previsão do tempo do Inmet, Francisco de Assis Diniz. Em parte do Tocantins e estados do Nordeste, as temperaturas deverão ficar de 1°C a 1,5°C acima da média. Nos estados de Minas, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul, os termômetros deverão registrar cerca de 1°C acima da média. Nas demais regiões, as temperaturas ficarão 0,5°C acima da média. Saiba as características da primavera em todo o país Destaques em cada região do país Na região Norte, o alerta ainda está para áreas do noroeste do Amazonas, Pará e Amapá, que tiveram chuvas abaixo da média nos meses de junho a agosto deste ano. "A redução das chuvas em localidades dos estados de Rondônia, Tocantins e sul do Pará, aliada às altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar, favoreceram a incidência de queimadas, muito comuns nesta época do ano", afirma o Inmet, em seu relatório. Durante a primavera, a região ainda deve ter chuvas irregulares. "Em áreas onde normalmente ocorrem a redução de chuvas, como em Roraima, Amapá, nordeste do Amazonas e meio norte do Pará, a previsão indica significativa probabilidade das chuvas ocorrerem próximas a abaixo da média para o período", continua. As temperaturas serão de normais a acima da média. A região Nordeste também teve chuvas dentro ou abaixo da média nos último meses, com exceção de uma faixa leste. A previsão do Inmet para a primavera indica maior probabilidade de chuvas próximas à média na parte leste da região Nordeste. Nas demais áreas, prevalecem chuvas ligeiramente abaixo da média. E as temperaturas estarão mais elevadas em toda a região. Início da primavera é um ótimo momento para motivar a ter plantas por perto Giulia Bucheroni/ TG Na região Centro-Oeste, as chuvas estiveram dentro ou um pouco abaixo da média durante o inverno. O Inmet prevê para a primavera alta probabilidade de chuvas na média ou um pouco acima em grande parte da região, exceto na metade norte do Goiás, onde as chuvas serão ligeiramente abaixo da média. As temperaturas serão acima da média, principalmente no sul do Mato Grosso do Sul, norte de Mato Grosso e no Distrito Federal. Na região Sudeste, a distribuição das chuvas seguiu as características típicas durante o inverno, com baixa ou total ausência de chuvas, com exceção do leste de São Paulo e Rio de Janeiro. A previsão do Inmet é de que nos meses da primavera haja áreas com chuvas ligeiramente abaixo do que é normal para a estação, exceto no estado de São Paulo, sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro, onde podem ocorrer chuvas mais fortes, principalmente no mês de novembro. As temperaturas devem permanecer acima da média em grande parte da região. Na região Sul, a previsão é de que os padrões de chuva fiquem dentro do normal, mas frentes frias e áreas de instabilidade devem fazer com que os três estados da região tenham momentos de chuva um pouco mais volumosas que o normal. "Já as temperaturas médias devem predominar dentro da normalidade na parte oeste da região e acima da média no restante", diz o Inmet.

  • Primavera começa com tempo firme e temperaturas baixas no Rio Grande do Sul
    on setembro 23, 2019 at 12:03 am

    Nova estação começa às 4h50 da segunda-feira (23). Chuva acima da média pode atingir o estado e as temperaturas, por outro lado, ficam dentro do esperado. Temperaturas ficam dentro da média durante a primavera no Rio Grande do Sul Guacira Merlin/RBS TV Com cara ainda de inverno, começa às 4h50 da segunda-feira (23) a primavera. A estação marca a transição entre o inverno e verão, por isso, características das duas estações ainda podem ser observadas nesse novo período. O primeiro dia deve ser marcado pelo tempo firme e temperaturas baixas, com previsão até de geada em algumas regiões do Rio Grande do Sul. A tendência é que as chuvas sejam mais frequentes na primeira metade da primavera, mas começam a diminuir na segunda metade. De acordo com a previsão, o mês de outubro pode ter chuva acima da média e mesmo com diminuição da frequência das chuvas, a primavera toda deve fechar com valores acima do normal no estado. As temperaturas, por outro lado, devem ficar dentro da média. Veja as temperaturas previstas para o primeiro dia da estação: Porto Alegre: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 11°C e máxima de 19°C Pelotas: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 10°C e máxima de 15°C Caxias do Sul: Geadas pela manhã e tempo firme. Mínima de 3°C e máxima de 17°C Santa Maria: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 7°C e máxima de 21°C Santa Rosa: Tempo firme e ensolarado. Mínima de 12°C e máxima de 22°C Erechim: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 9°C e máxima de 20°C Uruguaiana: Tempo firme e ensolarado. Mínima de 10°C e máxima de 22°C Torres: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 12°C e máxima de 16°C Rio Grande: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 12°C e máxima de 13°C Mostardas: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 12°C e máxima de 15°C Passo Fundo: Tempo firme e ensolarado. Mínima de 7°C e máxima de 18°C Bagé: Geadas pela manhã e tempo firme. Mínima de 2°C e máxima de 18°C Tramandaí: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 14°C e máxima de 16°C Xangri-Lá: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 13°C e máxima de 16°C Capão da Canoa: Tempo aberto e com poucas nuvens. Mínima de 13°C e máxima de 16°C São Borja: Tempo firme e ensolarado. Mínima de 11°C e máxima de 22°C

  • Retorno do feriado de 20 de setembro causa movimentação intensa em rodovias do RS
    on setembro 22, 2019 at 10:05 pm

    Previsão de 70 mil veículos retornando do litoral Norte do estado. Operação Viagem Segura começou na quinta-feira (19) e segue até meia-noite deste domingo (22). Polícia Rodoviária Federal fiscaliza retorno do feriado de 20 de setembro no Rio Grande do Sul Polícia Rodoviária Federal/Divulgação O retorno do feriado de 20 de setembro provoca movimentação intensa em rodovias do Rio Grande do Sul. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, a previsão é que 70 mil veículos retornem do litoral Norte do estado. Com objetivo de melhorar o fluxo na BR-290, a Freeway, a administradora CCR Viasul liberou o uso do acostamento durante toda a tarde, entre os quilômetros 0 e 26 no sentido Torres para Osório. Por volta das 21h, o uso foi encerrado. Por conta do trânsito acentuado entre Osório e Santo Antônio da Patrulha, o uso do acostamento também foi liberado entre os quilômetros 1 ao 26, no sentido para Porto Alegre. Initial plugin text A orientação é pegar a rodovia por volta das 22h, quando o tráfego deve apresentar melhores condições, de acordo com previsão da administradora da Freeway. Com relação aos acostamentos, a CCR alerta aos motoristas para estarem atentos a sinalização piscante e reforça o pedido de respeito aos 70 km/h permitidos. Obras no quilômetro 35 da BR-101, em Três Cachoeiras, causam lentidão. Um estreitamento de pista acentua o trânsito e a alternativa é desviar pela Estrada do Mar. Initial plugin text Por volta das 15h da tarde deste domingo (22), o trânsito já era intenso da BR-116, no sentido Pelotas para Porto Alegre. A fiscalização por órgãos de segurança e de trânsito está intensificada desde quinta-feira (19) com o objetivo de evitar acidentes e, principalmente, mortes. Segundo o Detran-RS, no ano passado, no mesmo feriadão, ocorreram 20 acidentes com 21 mortes em cinco dias. A Polícia Rodoviária Federal liberou uma balanço parcial da operação entre quinta (19) e sábado (21), a fiscalização registrou uma vítima, além de: 37 acidentes; 37 feridos ; 24 acidentes com lesões; 77 CNHs recolhidas; 1.590 testes do bafômetro; 43 autuações por recusa ao teste do bafômetro. O balanço completo do feriado em rodovias federais deve ser divulgado na segunda-feira (23), assim como os dados referentes as rodovias estaduais.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *