Na hora certa!

Notícias atualizadas do Brasil, Portugal, Itália, Alemanha, Reino Unido e Irlanda

Não perca a chance! Clique na imagem do Curso de Italiano!

Alimentos e bebidas - Curso HACCP

Conhecer, conservar, transformar e cozinhar os alimentos da maneira correta, em conformidade com o APPCC (HACCP).

Intro




  • Secretaria de Saúde confirma primeira morte por coronavírus no Rio Grande do Norte
    on março 29, 2020 at 3:10 am

    Vítima é um homem de 61 anos com histórico de diabetes, que morava em Mossoró, no Oeste potiguar. A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte confirmou, no final da noite deste sábado (28), o primeiro óbito pelo novo coronavírus no estado. A vítima é um homem de 61 anos, com histórico de diabetes, e que teve contato com caso suspeito. De acordo com a pasta, o paciente deu entrada em um hospital privado na cidade de Mossoró, Oeste potiguar, no dia 21 de março. Na última sexta-feira (27), houve a confirmação de que ele estava com a Covid-19, indo a óbito na noite deste sábado. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN "A morte de um potiguar por Covid-19 reforça o que tem sido recomendado diariamente: a população que pode, deve ficar em casa, e todos devem seguir as orientações das autoridades sanitárias. Esse período exige de cada um de nós consciência e responsabilidade", afirmou a pasta, em nota. Até a manhã deste sábado (28), o estado registrou 45 casos confirmados e 1.130 suspeitos para a Covid-19. Initial plugin text

  • MP pede fim de bloqueio na entrada de Sagi feito por moradores da comunidade por causa do coronavírus
    on março 28, 2020 at 7:23 pm

    Barreira montada pelos moradores em Sagi Cedida O Ministério Público pediu para que o bloqueio montado por moradores na entrada da comunidade de Sagi, no litoral Sul potiguar, seja desmontado. A população resolveu fazer a barreira por conta própria na segunda-feira (23), para evitar a entrada de pessoas na localidade e impedir a propagação do novo coronavírus. Para o MP, a medida não serve de garantia para proteção contra o vírus. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN A barreira com placas informativas, cones de trânsito, galhos de árvores, tonéis e uma barraca foi improvisada na entrada da comunidade no início da semana para impedir a passagem de turistas. Os moradores se dividiram em grupos e se revezavam 24 horas no local. No entanto, a estrutura já foi desmontada, após o pedido do Ministério Público. Segundo a Associação de Moradores de Sagi, os membros da comunidade ainda se mantém no local, mas para orientar quantos à prevenção ao vírus. “Esse pedido no pedido público foi um banho de água fria. Como é que vai ficar a nossa cidade, sem o menor respaldo? Mesmo porque somos uma praia turística e estamos a mercê de entrar qualquer pessoa. Não temos apoio do poder público”, reclama Maria da Conceição Cardoso, presidente da Associação. De acordo com ela, Sagi tem hoje cerca de 800 habitantes e a maioria dessa população é de idosos. “Quem vai nos respaldar? Continuamos aqui, mas orientando as pessoas. Só que, infelizmente, uns respeitam e outros não”. Sagi faz parte do município de Baía Formosa. No dia 21 o prefeito da cidade publicou um decreto determinando a proibição da entrada de transportes turísticos por meio. Moradores e prestadores de serviços essenciais podem entrar livremente no município. Em Baía Formosa, a barreira na entrada da cidade é feita por bombeiros civis, mas eles não proíbem a entrada de ninguém, apenas orientam. Na mesma portaria, o Ministério Público também orientou que o Município retire do decreto quaisquer artigos que “deem ensejo a bloqueios generalizados de acesso ao território do Município de Baía Formosa”. “Uma pessoa infectada aqui na nossa comunidade, todos estarão infectados. E quem vai nos ajudar? Aqui é precário demais. Tudo para nós é difícil, até o acesso (à comunidade). Somos esquecidos, a gente não tem suporte de nada aqui”, alega Maria da Conceição. Initial plugin text

  • Tribunais, MP e Defensoria emitem nota conjunta cobrando cumprimento do isolamento social contra o coronavírus no RN
    on março 28, 2020 at 5:56 pm

    Nota reforça que a Organização Mundial da Saúde ainda não revogou a medida, e que ela tem sido eficiente contra a pandemia em diversos países. Sede da Justiça Federal do Rio Grande do Norte Divulgação/JFRN Os tribunais, o Ministério Público e a Defensoria Pública dos âmbitos estaduais e federais do Rio Grande do Norte emitiram nota conjunta reforçando a necessidade de se cumprir o isolamento domiciliar para evitar a propagação do novo coronavírus. A nota reforça que a Organização Mundial da Saúde ainda não revogou a medida, e que o isolamento tem sido eficiente contra a pandemia em diversos países. MAPA DO CORONAVÍRUS: as cidades com infectados e o avanço dos casos Acompanhe as notícias sobre coronavírus no RN em tempo real Veja mudanças no funcionamento de órgãos públicos e outros serviços no RN “O momento recomenda ouvir a voz lúcida da comunidade científica mundial: fiquem em casa para preservação de vidas”, declararam. O posicionamento foi assinado pelo Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, pela Justiça Federal, pelo Tribunal de Justiça do Estado, pela Defensoria Pública do Estado, pelo Tribunal de Contas do Estado, pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região e pelo Ministério Público do Trabalho. A nota de alerta reforça que os decretos estaduais que determinam fechamentos de estabelecimentos e outros locais são embasados em argumentos médicos e científicos, e seguem prática reconhecida por outros países no enfrentamento da doença. “Enquanto tais medidas não forem cumpridas fielmente pela população, parece inevitável que os já assustadores registros de mais de 3 mil infectados e 90 óbitos (conforme números do Ministério da Saúde) continuem a crescer. É o que indicam as projeções de diversos estudos científicos nacionais e internacionais. As consequências para aqueles que não adotaram o isolamento domiciliar preventivo são catastróficas, com número de contágio e mortes em crescimento exponencial”, diz a nota. Os órgãos reforçam que as limitações ditadas por especialistas sanitários pretendem evitar, no Brasil, o que já se confirmou em países como China, Itália e Estados Unidos. “A dizimação em massa de pessoas acometidas pelo vírus”. No mundo, são mais de 530 mil infectados e mais de 24 mil mortes, segundo a OMS. “Destaca-se, portanto, que este não é o momento para formação de grupos de pessoas nas ruas ou multidões. É importante reforçar que mesmo para os estabelecimentos autorizados a funcionar (mercados, supermercados, farmácias, drogarias e similares, além das indústrias) são exigidas medidas de proteção aos funcionários, clientes e colaboradores. É necessário o distanciamento de 1,5 m entre cada pessoa e adoção, quando possível, do sistema de escala, com alteração de jornadas e revezamento de turnos, tudo para reduzir o fluxo e a aglomeração de pessoas”, reforça a nota. Initial plugin text

  • RN recebe lote com 168 mil vacinas para campanha de imunização contra gripe
    on março 28, 2020 at 5:21 pm

    Quantidade representa 15% do público alvo do estado e vai abastecer municípios que já tinham paralisado campanha por falta de vacina. 'Drive thru' de vacina na Arena das Dunas SMS/Divulgação A Secretaria de Estado da Saúde Pública recebeu nesta sexta-feira (27) 168 mil doses de vacina contra gripe enviadas pelo Ministério da Saúde para a campanha de imunização. A quantidade corresponde a 15% do público-alvo e na fase atual é destinada aos idosos e profissionais de saúde. De acordo com a pasta, o material está sendo distribuído aos municípios, que são responsáveis pela aplicação das vacinas. De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações do RN, Katiucia Roseli, parte dos municípios já estavam com estoques zerados. “Grande parte veio buscar hoje (sábado, 28), todos que estavam sem doses já se abasteceram e devem retomar a vacinação na próxima segunda-feira (30)”, afirmou. Em 2020, o Estado prevê a imunização de 1.108.180. Para isso, o Ministério da Saúde enviará 1.214.800 doses, que garantirão a vacinação de 100% do público-alvo para a campanha e também para suprir as possíveis perdas que possam a vir acontecer no decorrer deste processo (perda técnica e física do imunobiológico). Até o dia 25 de março, o RN recebeu duas das 14 remessas previstas para entrega do imunobiológico. Com isso, foi dada entrada na Rede de Frio Estadual um total de 275.080 doses, o que corresponde a 22,6% da quantidade a ser recebida até o final da campanha, em 22 de maio. Em três dias, por exemplo, a Secretaria de Saúde de Natal (SMS) vacinou 71 mil pessoas contra a Influenza na capital e o estoque que estava disponível acabou. Com isso, a campanha precisou ser suspensa na última quarta-feira (25).



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *