Na hora certa!

Notícias atualizadas do Brasil, Portugal, Itália, Alemanha, Reino Unido e Irlanda

Não perca a chance! Clique na imagem do Curso de Italiano!

HACCP - curso de higiene alimentar de alimentos e bebidas.

Conhecer, conservar, transformar e cozinhar os alimentos da maneira correta, em conformidade com o APPCC (HACCP).

Intro

  • Suspeito de matar grávida a facadas em Salvador tem prisão em flagrante convertida em preventiva
    on fevereiro 18, 2020 at 7:56 pm

    Decisão ocorreu durante audiência de custódia, nesta terça-feira (18). Previsão é que homem seja levado para complexo penitenciário de Salvador. O homem suspeito de matar a facadas uma grávida dentro da casa onde ela trabalhava, no bairro do Canela, em Salvador, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva durante audiência de custódia nesta terça-feira (18). A informação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Jessi Santiago dos Santos foi morta por volta das 4h de domingo (16), no bairro do Canela. Segundo a Polícia Civil, Denilson Israel dos Santos Santana, que é neto da patroa da vítima, confessou crime durante prisão. Populares dizem que ele tentou estuprar a mulher antes de esfaqueá-la. Jessi foi enterrada no cemitério Campo Santo, no bairro da Federação, em Salvador, na tarde de segunda-feira (17). Um comparsa do homem preso, que foi apontado como suspeito do crime, foi ouvido no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na segunda, mas liberado depois de não ter provas que comprovem a participação dele no caso. Com o decreto desta terça, a previsão é que o homem, que estava preso no DHPP, seja levado para complexo penitenciário de Salvador. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

  • Estudantes de medicina veterinária protestam contra falta de segurança em hospital da UFMT
    on fevereiro 18, 2020 at 7:56 pm

    A reitora da UFMT, professora Myrian Serra, explicou que a segurança da universidade foi prejudicada devido à diminuição do repasse de recursos por parte do governo federal. Estudantes protestam contra falta de segurança na UFMT Ianara Garcia Estudantes de medicina veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) protestaram, na tarde desta terça-feira (18), contra a falta de segurança no local, que já resultou em pelo menos duas invasões no hospital veterinário em 48 horas. A reitora da UFMT, professora Myrian Serra, explicou que a segurança da universidade foi prejudicada devido à diminuição do repasse de recursos por parte do governo federal. “Nessa segunda-feira (17) tivemos uma reunião difícil. Vocês estão sabendo que nós estamos com corte orçamentário grave. Todos nós, a comunidade acadêmica, vamos fazer escolhas em nosso orçamento. Nesse momento, a nossa segurança armada é pequena. Esses casos no hospital veterinário, nesse formato, é algo inédito. Está sendo investigado pela Polícia Federal. Quem invadiu o hospital sabia da ronda de 3h em 3h e não apareceram nos locais que têm câmeras. Estudantes protestam contra falta de segurança na UFMT Para Adriana Borsa, coordenadora do curso de medicina veterinária da UFMT, existe um clima de medo entre os estudantes. “Temos visto vários furtos em toda universidade. O hospital veterinário fica sem funcionamento, fica um clima de medo entre os estudantes. Na verdade isso é um reflexo dos cortes na educação pública. A reitoria disse que houve redução na segurança. Antes tinha um vigilante fixo no hospital. Agora eles fazem rondas. Quem cometeu os crimes sabe que a segurança está fragilizada. Há prejuízo para os alunos e para o público, que fica sem atendimento. No setor de equoterapia, começaram roubando as torneiras, os ventiladores, depois tentaram roubar um cavalo. Então a universidade está totalmente abandonada”, afirmou. Segundo Helena Aimee Santos Lima, presidente do Centro Acadêmico da UFMT, o protesto já havia sido marcado antes mesmo da segunda invasão no hospital veterinário. “A gente marcou essa mobilização por causa do ato de vandalismo que aconteceu na madrugada de domingo (16). Já estávamos nos organizando quando nós, do Centro Acadêmico, fomos testemunhas de uma tentativa de invasão. A reitoria diz que devido aos cortes no orçamento da universidade teve que reduzir o número de segurança, que agora atua em sistema de rondas, em uma área muito grande. Então os seguranças ficam sobrecarregados e há muito tempo entre uma ronda e outra por causa do tamanho da área”, diz ela. Ainda de acordo com Helena, os prejuízos são sentidos não só pelos acadêmicos, mas também pela população. “O hospital terá redução nos atendimentos. No início dos cortes a gente parou de fazer plantão de final de semana. Os residentes do hospital também estão sendo prejudicados porque não conseguem cumprir as 60 horas semanais”. Invasões O hospital veterinário foi invadido no domingo (16), quando equipamentos e materiais foram furtados e, nesta segunda-feira (17), houve outra invasão aos laboratórios e ao centro cirúrgico. Ninguém foi preso. Por causa dos crimes, as atividades estão suspensas. A previsão é que o atendimento seja restabelecido nessa quarta-feira (19). Os atendimentos, entre eles procedimentos cirúrgicos, previstos para ser realizados nesta segunda (17) e terça-feira (18) devem ser reagendados. Veja essa e outras matérias no G1 Mato Grosso.

  • Galo da Madrugada estreia em SP com réplica menor do mascote gigante e em horário adaptado
    on fevereiro 18, 2020 at 7:56 pm

    No Recife, o Galo da Madrugada desfila às 5h, mas em São Paulo sairá às 9h; Cortejo no Ibirapuera terá quatro réplicas do famoso galo gigante, a mais alta com 4,5 metros de altura, seis vezes menor que o original de 28 metros. As estátuas do Galo e do chamados "bonecões de Olinda" são a marca do desfile do Galo da Madrugada em Recife. Divulgação/Anderson Maia Maior bloco de rua do Recife, o Galo da Madrugada estreia na próxima terça-feira (25) no carnaval de São Paulo com mudanças em relação aos desfiles que o tornaram famoso no mundo inteiro. Desde 1994 o grupo consta no Guinness Book, o livro mundial dos recordes, como o maior bloco de carnaval do planeta. Veja a programação dos blocos de rua de São Paulo Ao contrário do Recife, na capital paulista o Galo não vai sair às 5h. O desfile marcado para o circuito da Avenida Pedro Álvares Cabral, próximo ao Obelisco do Ibirapuera, vai sair às 9h da terça-feira de carnaval. O cortejo contará com quatro réplicas do famoso galo gigante, que neste ano vai ter 28 metros na capital pernambucana. Em São Paulo, porém, os galos terão tamanho bem mais modesto: o maior deles medirá 4,5 metros de altura e os outros três terão 3,5 metros cada um. As esculturas foram criadas e customizadas por diversos artistas pernambucanos. “A ideia é que esses galos sirvam como ponto de encontro para os foliões. Infelizmente não foi possível nesse primeiro ano trazer o galo original do Recife, mas é algo que a gente não vai perder de vista pros próximos anos, já que o galo é o grande ícone do bloco”, diz Flávia Doria, sócia-diretora da Oficina de Alegria, empresa produtora de blocos responsável pela vinda do Galo a São Paulo. Flávia Doria afirma que há dois anos negociava a migração do Galo da Madrugada para o carnaval paulistano. Segundo ela, o ajuste de horário para a o desfile de São Paulo foi necessário porque os foliões paulistanos ainda não estão acostumados a pular carnaval tão cedo na cidade. “A paulistano tem um hábito de bloco diferente do Recife e mesmo do Rio de Janeiro. É um hábito mais vespertino, que tem mudado um pouco com o crescimento do carnaval de rua, a chegada de mais blocos na cidade e também do calor na parte da tarde. Mesmo a saída do Galo da Madrugada às 9h é um horário diferente para alguns foliões. No futuro a gente pode pensar em ajustes, mas eles dependem também das permissões da prefeitura e das leis da cidade”, justifica. Galo da Madrugada está no fim dos preparativos para carnaval em Recife Apesar de 2020 ser o ano de debute em São Paulo, o Galo da Madrugada já chega com status de megabloco, com cinco marcas como patrocinadoras: Skol, Novelis, Ball, Booking.com e Pitú. O desfile do dia 25 de fevereiro vai contar com aproximadamente 500 pessoas envolvidas, entre artistas, músicos, produtores e logística. É o segundo maior contingente de pessoas envolvidas em um único bloco na cidade. Perde apenas para o Acadêmicos do Baixo Augusta, que emprega cerca de 650 pessoas nos desfiles em que costumam reunir cerca de 1 milhão de foliões. A festa do Galo da Madrugada em São Paulo terá dois trios elétricos, que serão comandados por Gustavo Travassos, vocalista oficial do bloco em Recife, e o segundo terá André Rio, cantor que participa do Galo há mais de 25 de anos ininterruptos em terras pernambucanas. Como acontece em Recife, o cortejo também deve trazer a São Paulo passistas de Frevo e Grupos de Maracatu que se apresentam no carnaval pernambucano. Megablocos se consolidam em SP e chegam a empregar até 650 pessoas em um único desfile 3 por R$ 12: preço da cerveja no carnaval de rua de São Paulo sobe 20% em 2020 Prefeitura de SP anuncia desistência de 25% dos blocos que se inscreveram para o carnaval de rua: 644 farão desfiles Galo da Madrugada desfila pelas ruas do Centro do Recife. Em 2020, o famoso galo gigante, símbolo do bloco, deve ter 28 metros de altura na capital pernambucana. Rafael Medeiros/G1 Presenças ilustres A convidada especial do Galo da Madrugada nessa estreia em São Paulo é Fafá de Belém, que desde 2016 tem mergulhado na folia de rua da cidade, fazendo participações nos blocos de Alceu Valença e Elba Ramalho. Em 2019, Fafá foi uma das estrelas do Galo em Pernambuco, desfilando com uma fantasia chamada por ela de “Maria Bonita carnavalesca”, em referência à força da mulher nordestina. Além das réplicas do Galo gigante, o cortejo paulistano terá os famosos bonecos gigantes cenográficos que caracterizam os desfiles pernambucanos, os chamados “bonecos de Olinda”. Criados pelo artista plástico Silvio Botelho e vindos direito do Recife, esses bonecos medem cerca de 3 metros de altura e representam figuras emblemáticas da cultura nordestina, como os cantores Luiz Gonzaga, Alceu Valença e o próprio Galo. “A ideia de trazer o Galo para São Paulo é para que as pessoas que não conhecem tenham a oportunidade de conhecer. E quem já conhece, mate a saudade do bloco, que desembarca aqui com todas as referências à cultura pernambucana e nordestinas, que fazem parte da história do bloco. A presença do Galo em São Paulo valoriza a ligação da cidade com os nordestinos e é mais um pedacinho do carnaval nordestino que vem abrilhantar ainda mais o carnaval paulistano, que têm ganhado força e vitalidade para ser o maior carnaval do país com certeza”, declara a produtora do bloco. Expectativa para conhecer os detalhes da decoração do Galo da Madrugada Raio X do Galo da Madrugada Data do desfile: 25/02, às 09h Funcionários: 500 pessoas N° de músicos: 11 pessoas N° de trios elétricos: 2 Patrocinadores: Skol, Novelis, Ball, Booking.com e Pitú Shows: Fafá de Belém Initial plugin text

  • Till Lindemann, vocalista do Rammstein, lança clipe com cenas de sexo e versão explícita em site pornô
    on fevereiro 18, 2020 at 7:54 pm

    Versão completa do clipe de 'Platz Ein' pode ser vista no site Visit-X por 1,99 euros, cerca de R$ 9. Disco do artista alemão com Peter Tägtgren foi lançado em 2019. Till Lindemann em cena do clipe 'Platz Eins', do duo Lindemann Reprodução/YouTube/Lindemann Não é novidade que Till Lindemann é provocativo, mas o novo clipe do líder do Rammstein foi lançado até em site pornô. A música "Platz Ein" faz parte do disco "F&M", lançado no projeto com o sueco Peter Tägtgren em 2019. No clipe que está no YouTube, Lindemann aparece em cenas de sexo com várias mulheres diferentes e há cenas censuradas Já a versão completa e explícita do vídeo pode ser vista no Visit-X, basta que os visitantes se inscrevam no site pornô alemão por 1,99 euros, o equivalente a R$ 9. As músicas "Steh auf" e "Knebel" também ganharam clipes esteticamente pesados, seguindo a linha de Lindemann, mas mais leves do que "Platz Ein".

  • Preço do quilo do pão francês tem diferença de quase R$ 8 em João Pessoa, diz Procon
    on fevereiro 18, 2020 at 7:54 pm

    Diferença é de aproximadamente 113%. Valores cobrados pelo alimento permanecem os mesmos desde agosto de 2019, aponta levantamento. Preço do quilo do pão francês tem diferença de quase R$ 8 em João Pessoa, diz Procon TV Cabo Branco/Reprodução O preço do quilo do pão francês pode variar até R$ 7,91, em João Pessoa. De acordo com um levantamento feito pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP), o menor preço cobrado pelo produto é de R$ 6,99 e o maior é de R$ 14,90. A diferença é de aproximadamente 113%. A pesquisa registrou preços praticados em 32 estabelecimentos, localizados em 21 bairros da capital paraibana. O preço médio cobrado pelo alimento é de R$ 10,60. Os menores valores foram registrados nos bairros Geisel, Mangabeira, Valentina, Rangel, Cabo Branco e Centro. A pesquisa completa está disponível no site do Procon-JP.

  • VÍDEOS: JAP1 de terça-feira, 18 de fevereiro de 2020
    on fevereiro 18, 2020 at 7:53 pm

    Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Amapá. Assista aos vídeos do telejornal com as notícias do Amapá.

  • PM apreende cerca de dez quilos de maconha em Belém
    on fevereiro 18, 2020 at 7:53 pm

    Arma e munições também foram encontradas. Dois homens foram presos na operação. Cerca de dez quilos de maconha foram apreendidas durante ação da Polícia Militar no conjunto Maguari, no bairro do Coqueiro, em Belém. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (18). Dois homens foram presos na operação. A equipe policial chegou ao local do flagrante após denúncia. Com um homem que saía da casa foi abordado pela equipe. Com ele, foram encontradas duas embalagens plásticas contendo a droga "skunk", e uma pistola calibre .40, com carregador e oito munições. O homem confessou que haveria mais drogas em outra residência, no bairro Parque Verde, onde os policiais realizaram uma busca e encontraram dez tabletes de maconha e cinco porções menores da mesma droga, além de duas balanças de precisão. Um outro homem que estava na residência também foi detido. A droga e os dois suspeitos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil do bairro do Tenoné, onde foram realizados os procedimentos legais e cabíveis ao fato.

  • Pesquisa aponta crescimento de 60% nas vendas de imóveis na capital e em Aparecida de Goiânia
    on fevereiro 18, 2020 at 7:51 pm

    Dados se referem aos três últimos anos levantados pelo estudo. Segundo a associação do setor, o resultado se deve ao aumento da confiança do investidor e à liberação de crédito com juros mais baixos. Segundo pesquisa, o mercado imobiliário na capital e em Aparecida de Goiânia cresceu 60% nos últimos três anos Paula Resende/ G1 O mercado imobiliário na capital e em Aparecida de Goiânia registrou crescimento de 60% nos últimos três anos, de 4.209 unidades, em 2016, para 6.788 unidades em 2019. Os dados são da pesquisa trimestral do setor divulgada nesta terça-feira (18) pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO). O resultado se deve a uma conjunção de fatores, segundo o presidente da Ademi-GO, Roberto Elias, sendo os principais o aumento da confiança do consumidor e a liberação de crédito com juros mais baixos. “Em 2019, a taxa Selic alcançou o menor patamar da sua história e o crédito imobiliário acompanhou essa tendência, chegando também ao menor patamar da história do país. O mercado imobiliário de 2020 virá com força total", ressalta o presidente Roberto Elias. Em 2019, as vendas de imóveis cresceram 9% em comparação a 2018, de acordo com a pesquisa. Foram R$ 2,5 bilhões em vendas frente a R$ 2,3 bilhões em 2018. No ano passado, as vendas líquidas aumentaram 4,5%, com aumento de 292 unidades, e o número de empreendimentos lançados cresceu 40%, com 12 empreendimentos a mais do que o dado anterior. Em número de unidades lançadas, 2019 contabilizou 6.212, índice 21% maior do que o obtido no ano de 2018, com 5.129 unidades. Mesmo diante do crescimento nesse índice, a oferta diminuiu 5% no ano passado em relação ao anterior, de 9.925 unidades, no final de 2018, para 9.381 no final de 2019. Em termos de estoques, o quarto trimestre de 2019 contabilizou 9.381 unidades, queda de 3% em comparação ao mesmo período ao ano anterior (9.925). Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

  • Moradora de rua passa mal e espera duas horas para ser socorrida pelo SAMU em SP
    on fevereiro 18, 2020 at 7:50 pm

    Mulher estava com dor nas costas e cabeça. Na espera pelo atendimento, teve convulsões e acabou vomitando. Mulher recebeu ajuda de um casal, que passava pelo bairro Embaré, em Santos (SP) Divulgação/G1 Santos Uma moradora de rua, de 51 anos, passou mal e convulsionou enquanto aguardava o atendimento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo G1 nesta terça-feira (18), ela esperou por cerca de duas horas para ser socorrida do Embaré até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Central. Em entrevista ao G1, uma jornalista, que preferiu não se identificar, contou que, por volta das 11h40, saía da casa de seu namorado e, na esquina entre as ruas Aureliano Coutinho e Alexandre Martins, ouviu um morador de rua pedindo para que alguém chamasse o Samu pois havia uma mulher passando mal. O casal se aproximou e a jovem foi falar com vítima, que estava deitada no chão. "Ela me contou que tinha caído na madruga e que estava sentindo muita dor nas costas e também na cabeça. Um senhor avisou que tinha ligado para o Samu já, mas mesmo assim resolvi fazer um novo chamado, no qual eles me informaram que já havia um pedido de atendimento para aquele local e que estavam sem viatura vaga", relata. Ainda na ligação, ela recebeu a orientação de levar a vítima até a UPA para receber o atendimento adequado, no entanto, a jovem disse que preferiu esperar, já que não sabia se a moradora de rua havia quebrado algum membro. Ela sentou ao lado da mulher e, depois de 40 minutos, decidiu ligar novamente para o Samu. "Desta vez, meu namorado ligou e eles falaram que não tinha viatura. Aí liguei novamente e questionei se eles não teriam nem uma previsão. Eles foram muito grossos e desligaram na minha cara", conta. Conforme explica, antes de desligar, a equipe que atendeu o telefonema informou que o atendimento é feito por ordem de prioridade, mas não disseram como é feita a classificação. Segundo a jovem, ela e o namorado tentaram socorro até por meio da Polícia Militar, mas não tiveram sucesso. Durante a espera, a mulher começou a convulsionar e vomitar. Ela foi ajudada pelo casal, que a segurou para que não sufocasse em meio ao vômito. Por volta das 13h30, a viatura chegou e a levou para a UPA. "Ela estava muito nervosa. Me sentei do lado dela e dei a mão, ela começou a chorar e pediu para que eu ficasse ali até a ambulância chegar. Ela acabou dormindo nesse tempo de espera. Fiquei bem mal pela situação e pelo descaso", comenta a jornalista. Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Santos informou que o chamado foi recebido pelo Samu, por volta de 11h50, como caso de pessoa em situação de rua com dor nos arcos costais associada com intoxicação alcoólica. A equipe da regulação classificou o chamado como de baixa complexidade, sem risco iminente de morte e, por isso, não era caso prioritário para o deslocamento de uma ambulância. Ainda conforme a secretaria, a paciente foi atendida por volta das 13h30, após conclusão de atendimentos mais graves e a liberação de uma ambulância, sendo encaminhada para a UPA Central, onde passou por consulta médica, exames laboratoriais e de raios-X, medicação e teve alta hospitalar na noite de segunda (17). A pasta ressaltou na nota que o SAMU segue o protocolo de classificação de risco e prioriza os chamados que representam risco iminente de morte, como infartos, AVC e acidentes de trânsito, entre outros, os quais são atendidos em até 10 minutos, como preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS). Paciente foi levara da a UPA Central de Santos (SP) Divulgação/Prefeitura de Santos



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *