Na hora certa!

Notícias atualizadas do Brasil, Portugal, Itália, Alemanha, Reino Unido e Irlanda

Não perca a chance! Clique na imagem do Curso de Italiano!

HACCP - curso de higiene alimentar de alimentos e bebidas.

Conhecer, conservar, transformar e cozinhar os alimentos da maneira correta, em conformidade com o APPCC (HACCP).

Intro

  • VÍDEOS: Homem fica ferido em acidente entre caminhão e carro; veja destaques do JAM 1
    on fevereiro 18, 2020 at 7:37 pm

    Confira os destaques do telejornal desta terça-feira, 18 de fevereiro de 2020. Confira os destaques do telejornal desta terça-feira, 18 de fevereiro de 2020.

  • Fapeam lança programas de apoio à pesquisa e formação de recursos humanos no AM; recursos chegam a R$ 47 milhões
    on fevereiro 18, 2020 at 7:05 pm

    Programas beneficiam estudantes e pesquisadores. Projetos farão parte de programas da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Divulgação/Fapeam A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) lançou nesta terça-feira (18) editais e resoluções que somam investimento de R$ 47.937.642,00 neste primeiro semestre de 2020. O aporte vai amparar oito programas para o desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&Ï) no Estado, tanto na capital quanto no interior, e aumenta o número de bolsistas de mestrado e doutorado. Os programas beneficiam estudantes e pesquisadores do Amazonas, e contribuem para o fortalecimento da CT&I, aumento do estoque científico e tecnológico, bem como para o desenvolvimento econômico sustentável e social do estado. Os recursos fomentados pela Fapeam, por meio dos editais, serão destinados exclusivamente para apoiar atividades de pesquisa nas linhas de ação da Fundação: Formação Sustentável de Recursos Humanos para CT&I Projetos de CT&I Infraestrutura Resiliente para CT&I Popularização e Difusão da CT&I Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, em âmbito Nacional e Internacional. Programas Os programas ofertados são ações estratégicas de ciência, tecnologia e inovação (CT&I), alinhadas ao Plano Plurianual (PPA) 2020-2023, às diretrizes da Agenda 2030 Brasil e aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que visam investimentos em áreas de extrema relevância para a humanidade e para o planeta. Entre eles, o Posgrad, o Painter e o Fapesp-Fapeam. O primeiro, pelo aumento de 49% na oferta de bolsas para estudantes de mestrado e doutorado em relação à edição do ano passado, saltando de 625 para 934 bolsas de estudo concedidas. Os valores variam entre R$ 1,6 mil e R$ 2,4 mil, de acordo com a qualificação do pesquisador, e permitem a dedicação exclusiva à pesquisa. Já o Painter, que será oferecido pela primeira vez, promove a interiorização de atividades de pesquisa aplicada e inovação tecnológica, por meio de indução em áreas estratégica. Entre elas, a bioeconomia para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do Estado, com a finalidade de aplicação de seus resultados no interior.

  • Companhia aérea que antecipou voo é condenada a pagar R$ 16 mil a família por 3 minutos de atraso
    on fevereiro 18, 2020 at 6:06 pm

    Caso aconteceu em Manaus. De acordo com processo, voo foi antecipado em 2 horas e 20 minutos, sem aviso prévio. Voo sairia de Manaus para Florianópolis Divulgação/Infraero Após fazer apelação, uma companhia aérea teve pedido negado pelo Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) e foi condenada a pagar indenização de R$ 16.343,87 a uma família de Manaus. A empresa pagará a multa por danos morais e danos materiais para a família que foi impedida de realizar o procedimento de check-in e embarcar em um voo, por conta de 3 minutos de atraso. A negativa do check-in, conforme os autos do processo, se deu após a companhia aérea, sem comunicação expressa prévia, antecipar o voo em 2 horas e 20 minutos. A Apelação do caso teve como relatora a desembargadora Nélia Caminha Jorge, presidente da Terceira Câmara Cível do TJAM, que em seu voto confirmou sentença de 1º Grau, nos termos do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Segundo o voto da magistrada, a companhia aérea “não comprova nos autos que teria comunicado os consumidores com antecedência da alteração antecipada do voo, devendo reparar os danos oriundos dessa falha”. Nos autos, os passageiros e autores da Ação informam que adquiriram passagens com destino a Florianópolis, com o intuito de levar seu filho, portador de autismo e, à época com 12 anos, a uma consulta especializada. A mesma consulta é realizada pela família uma vez ao ano, como parte do tratamento da criança. Dizem os autos que o voo, saindo de Manaus estava marcado para 5h30, “todavia, sem qualquer comunicação enviada aos Autores, o horário do voo fora alterado para 3h50, fato somente percebido por eles ao comprar as malas e consultar novamente o horário do voo (…) um dia antes da viagem”. Conforme exposto nos autos, no dia da viagem “os requerentes chegaram ao aeroporto e se dirigiram ao guichê da requerida com para realizar o devido check-in às 3h13, entretanto, foram surpreendidos com a recusa de um atendente de fazer o serviço sob alegação de que o check in teria encerrado às 3h10. "O aeroporto estava vazio e, apesar das súplicas explicando que iam para uma consulta extremamente necessária ao seu filho autista, os funcionários mantiveram-se firmes na conduta, tratando-os rispidamente, afirmando que o sistema estava fechado”. Na ausência de voo na mesma companhia para o dia e, em vista da urgência em razão da consulta marcada, a família teve que comprar novas passagens, em outra companhia aérea no valor de R$ 6.247,98. Em 1.ª instância, a companhia área em questão foi condenada a indenizar a família, a título de danos morais e materiais. A empresa recorreu da decisão. Na Apelação, a companhia sustentou que, conforme disposto em seu website, os passageiros com destino nacional devem chegar ao aeroporto com antecedência de duas horas, tendo em vista o deslocamento dentro do aeroporto, bem como dos procedimentos necessários para embarque. A empesa mencionou ainda que não há quaisquer provas de que os referidos passageiros tenham chegado no horário informado e que “os Apelados tinham a possibilidade de realizar check-in de diversas maneiras, como por telefone, aplicativo e internet, com início do prazo de 48 horas antes do voo”. A companhia acrescenta, nos autos, que “apesar das diversas opções, os Apelados preferiram deixar para realizar o check-in no próprio aeroporto, contudo, não respeitaram o prazo estipulado para o procedimento”.

  • Polícia no AM alerta foliões sobre importunação sexual em blocos de carnaval; legislação protege mulheres e homens
    on fevereiro 18, 2020 at 5:25 pm

    Legislação protege mulheres e homens. Passar a mão ou se esfregar no corpo de outra pessoa e roubar um beijo são atos que podem ser enquadrados na Lei de Importunação Sexual. Em vigor há dois anos, a legislação visa proteger mulheres e homens contra assédios em espaços públicos, inclusive eventos de grande participação popular como o Carnaval. A titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) do Parque Dez, delegada Débora Mafra, disse que o comum é que o delito seja praticado por desconhecidos, mas há casos praticados por vizinhos, amigos e familiares. A legislação protege mulheres e homens. “É toda vez que o agente agressor quer satisfazer a sua lascívia sem a anuência da vítima, tanto para satisfazer a si quanto para terceiros. Ele quer satisfazer terceiros, mas sem anuência da vítima. E não é preciso que se tenha violência ou grave ameaça, porque se no mesmo ato tiver a violência e grave ameaça, nós já estamos falando do crime de estupro”, disse. Em 2019, a capital amazonense registrou 327 casos de importunação sexual. Nenhum em eventos carnavalescos, conforme dados da Polícia Civil do Amazonas. Para a autoridade policial, o policiamento nesses locais e as informações sobre o crime contribuem para inibir os casos. “Estamos indo a rádios, televisões e falando: ‘Não’ é não! Então, estamos o tempo todo informando sobre esse crime, fazendo com que os foliões tomem consciência, respeite o corpo da mulher. E deu certo o Carnaval do ano passado, com as Polícias Militar e Civil sempre presentes em todos os blocos, bandas, até no desfile de Carnaval”. A pena para quem for flagranteado por importunação sexual varia de um a cinco anos de reclusão. Como denunciar A delegada recomenda que em casos de importunação sexual no Carnaval, a vítima denuncie na Delegacia mais próxima ao local do evento, peça apoio de pessoas próximas para segurar o agressor e chame a Polícia imediatamente. “Saiba que temos um crime e você pode denunciar. Vamos tirar da rua esse agressor que tanto maltrata, principalmente, as mulheres, tirando a liberdade delas estarem se divertindo, de usarem a roupa que quiserem. Então nós temos que, na verdade, prender em flagrante esse indivíduo, para que ele sinta que mulher é para ser respeitada, que o corpo feminino é para ser respeitado e não para ser pego de qualquer forma. Nós não somos objetos”, ressaltou Mafra.

  • Duas bandas de Carnaval em Manaus são interditadas no fim de semana
    on fevereiro 18, 2020 at 4:17 pm

    Medidas foram tomadas pela Secretaria de Segurança. Eventos estavam irregulares. Duas bandas de carnaval foram interditadas pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) no último fim de semana. As bandas ocorriam nos bairros Cidade Nova, Zona Norte, e Nova Esperança, na Zona Oeste da capital, de forma irregular, segundo o órgão. Entre a sexta (14) e o domingo (16), Manaus teve 23 bandas e blocos de Carnaval. Os dois blocos interditados não tinham declaração de evento. Ainda durante as ações, três festas foram notificadas por ausência de declaração de evento e dez receberam auto de infração por ausência de licença ambiental ou por falta de autorização. As bandas ou blocos de Carnaval notificados aconteciam nos bairros Betânia, Zona Sul; Avenida das Torres, Centro-Sul; Cidade Nova, Zona Norte; Monte Sião, Zona Leste; e Nova Esperança e Santo Antônio, na Zona Oeste de Manaus.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *